Após cair em armadilha, casal é feito refém por bandidos na zona oeste de SP

Vítimas foram abordadas quando trocavam o pneu do carro, após veículo passar sobre pedras jogadas pelos próprios criminosos

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

26 Fevereiro 2011 | 05h46

SÃO PAULO - Um gerente comercial de uma empresa de eventos, de 29 anos, e a namorada dele, uma inspetora de qualidade, de 22 anos, ficaram por cerca de 1 hora e 45 minutos em poder de três assaltantes após serem abordados numa das alças de acesso da ponte do Jaguaré à Marginal do Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, no início da madrugada deste sábado, 26.

As vítimas foram abordadas quanto trocavam um dos pneus de um Hyundai i30 prata após o veículo passar sobre pedras jogadas pelos criminosos sobre a ponte. "Os próprios criminosos acabaram de trocar o pneu e fugiram com as vítimas no carro delas. Nós encontramos com eles (os bandidos) um celular, de outra vítima, que caiu na mesma armadilha pela manhã e no mesmo local.", afirmou o sargento PM Savério, da 2ª Companhia do 4º Batalhão. Durante as quase duas horas em que o casal ficou refém, sempre de cabeça baixa e circulando com os criminosos por caixas eletrônicos, o trio sacou R$ 320,00.

Era 1h45 quando a viatura da PM cruzou com o veículo na Rua Ariovaldo Silva, próximo à Marginal do Pinheiros, na Vila Leopoldina. Thiago José dos Santos, de 19 anos, Anderson Albert Silva, 24, e Paulo José Pereira de Souza, 21, ao serem parados pelos policiais, ainda tentaram convencer que os cinco que ocupavam o carro eram todos colegas, mas, ao localizarem uma pistola 3.57 dentro do Hyundai, os policiais desmascaram os assaltantes. Thiago e Paulo já têm passagem pela polícia por roubo. O flagrante de roubo com retenção de vítima foi registrado no 91º Distrito Policial, da Ceagesp.

Mais conteúdo sobre:
Zona Oeste, Jaguaré, assalto

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.