Após atrasos, Webjet volta a vender passagens

A Webjet voltou ontem a operar normalmente - com 100% da tripulação e sem os atrasos e cancelamentos que duraram a semana inteira nos dez aeroportos em que a empresa opera regularmente. O caos da empresa aérea começou na segunda-feira, quando faltaram tripulantes e mais da metade dos aviões da companhia deixaram de levantar voo diariamente.

Nataly Costa, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2010 | 00h00

Para as operações de outubro, a Webjet afirma ter contratado 42 copilotos - que não puderam ser treinados antes por uma falha no simulador de voo da companhia.

A empresa foi proibida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) de vender passagens com saída até ontem. De hoje em diante, as vendas estão liberadas. A Anac afirma que ainda vai levar 15 dias para multar a empresa, cuja situação da última semana já está sob investigação do Ministério Público Federal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.