Após atrasos, Estação Fradique Coutinho do Metrô abre dia 15

Parada em Pinheiros, prevista inicialmente para 2010, funcionará em horário reduzido durante sua primeira semana de abertura

Caio do Valle, O Estado de S. Paulo

29 de outubro de 2014 | 10h23

Atualizada às 11h37.

SÃO PAULO - A Estação Fradique Coutinho da Linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo finalmente abre ao público no dia 15 de novembro, um sábado. Segundo a concessionária ViaQuatro, responsável pela administração privada do ramal, durante a primeira semana, a parada funcionará das 10h às 15h.

Somente a partir do dia 22, de acordo com a empresa, Fradique Coutinho funcionará em horário integral, ou seja, entre 4h40 e meia-noite. A estação fica na Rua dos Pinheiros, altura do número 620, na esquina com a Rua Fradique Coutinho, em Pinheiros, na zona oeste da capital paulista. A parada tem duas entradas pela Rua dos Pinheiros, mas nenhuma pela Avenida Rebouças, que fica a um quarteirão de distância e é a via mais movimentada das imediações.

Com a abertura dessa estação, nenhum quilômetro de trilhos será acrescentado à malha metroviária em São Paulo, já que a parada fica na metade do caminho entre duas já existentes: Paulista e Faria Lima, abertas em 2010. Fradique Coutinho é sétima estação da Linha 4-Amarela, que liga Luz, no centro, ao Butantã, na zona oeste.

Por ela, devem passar, inicialmente, 15 mil usuários por dia, chegando a 25 mil no futuro, conforme cálculos do Metrô de São Paulo, que construiu a obra, antes de entregá-la à ViaQuatro, que, nas últimas semanas, fez testes nos sistemas da estação. Trata-se da 66.ª estação da rede de metrô de São Paulo, que tem 75,3 km de comprimento.

Demora. A entrega de Fradique Coutinho, que está em obras desde 2005, sofreu diversos reveses ao longo de sua trajetória. Inicialmente, a abertura estava prevista para 2010, o que não se concretizou -- entre outros fatores, o Metrô creditou o atraso ao desmoronamento do canteiro de obras da Estação Pinheiros (na mesma linha), que matou sete pessoas no início de 2007.

Novas datas foram prometidas pela Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos. Chegou-se a falar no dia 25 de setembro deste ano, meta que não foi cumprida. Por meio de sua conta no Twitter, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou algumas vezes que a obra seria entregue ainda em outubro. Esse prazo, porém, tampouco será respeitado.

Na terça-feira, 28, Alckmin visitou a estação acompanhado do secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, e do presidente da ViaQuatro, Luís Valença. A vistoria, no entanto, não foi comunicada à imprensa como um todo e apenas alguns veículos de comunicação participaram do passeio pelas instalações da Estação Fradique Coutinho -- o Estado não foi comunicado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.