Após aposentada entrar armada em agência, bancários atrasam expediente

Um dia depois de a professora aposentada Janete Benfatti Diaz, de 73 anos, entrar armada em uma agência, sindicalistas e bancários fizeram um protesto ontem que atrasou em uma hora a abertura do banco no bairro Boa Vista, em São José do Rio Preto, interior de São Paulo.

O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2012 | 03h09

Na quarta-feira, Janete entrou armada na agência com um revólver calibre 32, carregado, na cintura, sem que fosse interceptada por seguranças. O detector de metais também não foi acionado. A professora pretendia intimidar o gerente para receber R$ 50 que faltaram de um cheque descontado no dia anterior. De acordo com os sindicalistas, a porta giratória do banco deveria ter alertado sobre a arma da professora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.