Após acidente, Régis tem 30 quilômetros de congestionamento

Não há previsão para a liberação da pista e situação é bastante complicada na região

Fabiana Marchezi e Paulo R. Zulino, estadao.com.br

30 de maio de 2008 | 09h13

A Rodovia Régis Bittencourt acumulava 30 quilômetros de congestionamento no sentido São Paulo, por volta das 9 horas desta sexta-feira, 30. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o trânsito, que estava bloqueado desde às 6h20 na altura do quilômetro 384, região de Miracatu, trecho de serra, no interior de São Paulo, já apresentava congestionamento entre os quilômetros 384 e 414.  Um veículo não identificado derrubou uma substância oleosa não informada no asfalto. Com as pistas escorregadias, nenhum veículo conseguia transitar, nos dois sentidos. Pelo menos cinco motoristas que insistiram em passar acabaram provocando pequenas colisões, todas elas sem vítimas. A Régis é a principal ligação entre o Sudeste e o Sul do País e faz parte de uma das principais rotas de transporte de carga da América do Sul. Ainda segundo a PRF, a pista que leva à Curitiba também chegou a ser totalmente interditada, mas já foi liberada, segundo a Polícia Rodoviária Federal. Um veículo foi destacado para levar pó de pedra, serragem e areia para o local do derramamento da substância oleosa. Os materiais serão espalhados pelo asfalto para possibilitar a circulação. Até as 9 horas, não havia previsão para a liberação da pista e situação era bastante complicada na região.

Tudo o que sabemos sobre:
óleo na pistaRégis Bittencourt

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.