Após acidente, linha de trem será liberada até o fim da tarde

Trem descarrilou em Assis, no interior de São Paulo, e laudo sobre causas do acidente fica pronto em 30 dias

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

31 de agosto de 2009 | 12h35

A linha férrea interditada na noite deste domingo, 31, na região de Assis, no interior de São Paulo, devido ao descarrilamento de uma composição de 25 vagões, deve ser liberada no final da tarde desta segunda-feira, 31.

 

Cerca de 50 homens, entre engenheiros, técnicos e especialistas em atendimento emergencial da

América Latina Logística (ALL), concessionária responsável pela linha, trabalham no local para assegurar a retirada da carga de combustível para caminhões a vácuo, a retirada dos vagões e a recuperação do trecho com segurança. Os trabalhos estão sendo acompanhados pelo Corpo de Bombeiros.

 

Segundo a ALL, por volta das 21h30, cinco vagões carregados, quatro deles com gasolina e um de diesel, que seguia de Ourinhos para Presidente Prudente, descarrilaram no km 551 da ferrovia, em um viaduto que passa sobre a Rodovia Raposo Tavares, município de Assis. Ninguém se feriu e também não houve vazamento de carga.

 

No trecho há circulação diária de apenas um trem, portanto o ocorrido não trará impacto à movimentação de cargas, segundo a ALL, que já abriu sindicância para apurar as causas do descarrilamento. O laudo deve ser concluído em até 30 dias.

Tudo o que sabemos sobre:
tremdescarrilamentoAssisSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.