Alex Silva/AE
Alex Silva/AE

Após 63 dias de estiagem, volta a chover em São Paulo

Cidade sofreu com tempo seco e altas temperaturas; virada do clima é resultado da aproximação de uma forte frente fria que vem do Sul

Camila Brunelli - O Estado de S. Paulo,

19 Setembro 2012 | 19h01

Texto atualizado às 22h45.  

SÃO PAULO - No mesmo dia, São Paulo registrou nesta quarta-feira, 19, a maior temperatura de madrugada desde 1979 (25,7°C) e a primeira chuva após 63 dias. Os meteorologistas dizem que a cidade terá temporais e rajadas de vento nesta quinta-feira, 20, e o fim de semana será de frio, com temperaturas entre 15°C e 20°C.

A virada do clima é consequência da aproximação de uma forte frente fria que vem do Sul. O mesmo fenômeno levou ao Rio Grande do Sul ventos de até 100 km/h e a queda de granizo, que danificaram o telhado de milhares de casas entre a noite de terça-feira e a madrugada desta quarta-feira.

"Como estávamos havia mais de 60 dias sem chuva, o interior do Brasil armazenou muito calor. Era necessária uma frente fria mais forte, como essa que chegou, para a mudança de padrão dos ventos", disse o meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) Marcelo Schneider.

O vento também chegou ao interior paulista. As rajadas derrubaram árvores e deixaram 16,5 mil casas sem energia em Sorocaba, Salto e São Roque. Também houve danos em Jundiaí, onde 1,7 mil imóveis ficaram sem eletricidade.

Previsão. Na capital paulista são esperadas pancadas de chuva com trovoadas durante a madrugada e o início da manhã desta quinta-feira, 20. As precipitações tendem a ser passageiras. O calor diminui, e os índices de umidade ficam mais elevados. Mínima de 20ºC e máxima de 28ºC.

Na sexta-feira, 21, a frente fria começa a se afastar, mas ainda deixa o tempo instável na Grande São Paulo. O dia fica encoberto e com chuvas de intensidade fraca. As temperaturas caem oscilam entre a mínima de 17ºC e a máxima de 24ºC.

Mais conteúdo sobre:
chuvaCGEzona sul de São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.