Após 6 meses, Marginal do Tietê começa, enfim, a ser iluminada

Postes com dois tipos de lâmpadas foram colocados em 12,9 km de cada lado, o que equivale a 28% da extensão da via

Renato Machado, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2010 | 00h00

Seis meses após a inauguração das novas pistas, a Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa) entregou na quarta-feira a primeira etapa do sistema de iluminação da Marginal do Tietê. O antigo sistema havia sido retirado no fim de 2009 para a realização das obras e a maior via de São Paulo estava às escuras, o que aumentava o risco de acidentes.

O sistema foi implementado em 12,9 quilômetros, ou 28% da Marginal - que tem 23 km em cada sentido. A nova iluminação já está funcionando da Ponte da CPTM até o Rio Tamanduateí e da Ponte do Piqueri até próximo da Vila Maria (sentido Rodovia Castelo Branco). No caminho inverso, estão iluminados os trechos entre as Pontes da CPTM e da Freguesia do Ó e das Bandeiras até a Cruzeiro do Sul.

Foram ligados aproximadamente mil postes com 15 metros de altura cada. As luminárias colocadas têm potência instalada de 600 watts. Ao longo das pistas, as lâmpadas serão de vapor de sódio (cor amarela) e de vapor metálico (cor branca) próximo das alças de acesso, pontes e viadutos. Segundo a Secretaria dos Transportes, optou-se por esse modelo mais potente nesses pontos específicos para "ajudar o usuário a identificar melhor as entradas e saídas".

O investimento da obra é de R$ 61 milhões. Toda a fiação elétrica é subterrânea e esse é um dos motivos para o tempo a mais necessário para a instalação, segundo o governo do Estado.

"O projeto da nova iluminação está sendo entregue por etapas, uma vez que em razão de a fiação ser toda subterrânea, diversas interferências, como dutos de gás e de água (Sabesp e Comgás), alteraram o cronograma de obras", informou a Secretaria dos Transportes por meio de nota. A próxima etapa está prevista para o fim do mês.

Obras. As novas pistas foram inauguradas em 27 de março. Houve críticas por causa da falta de iluminação e sinalização - placas e faixas pintadas no asfalto. Esse último ponto é alvo de um inquérito instaurado pelo Ministério Público Estadual.

O complexo da Nova Marginal deve ficar pronto no próximo ano. A previsão é entregar as Pontes do Tatuapé e Cruzeiro do Sul até 31 de dezembro e o Complexo das Bandeiras em fevereiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.