ROBSON FERNANDJES/ESTADÃO
ROBSON FERNANDJES/ESTADÃO

Após 32 horas, Trecho Leste do Rodoanel é aberto ao tráfego

Primeira parte da rodovia, entre o Trecho Sul, em Mauá, e o acesso à Rodovia Ayrton Senna, foi liberado pela Agência Reguladora às 17h desta sexta-feira

O Estado de S. Paulo

04 Julho 2014 | 17h14

SÃO PAULO -  Trinta e duas horas após ter sido inaugurado pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), o Trecho Leste do Rodoanel foi aberto às 17h desta sexta-feira para a circulação de veículos. A liberação do trecho de 37,7 quilômetros que ligará o Trecho Sul, em Mauá, à Rodovia Ayrton Senna, em Itaquaquecetuba, ocorreu após vistoria feita pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). 

Segundo a agência, a abertura da via permitirá uma redução de pelo menos 40% no tempo de viagem no trajeto. Atualmente, utilizando a Avenida Jacu-Pêssego como alternativa, o motorista leva cerca de 38 minutos para ir da Ayrton Senna até o entroncamento com o Trecho Sul, considerando que o trânsito esteja bom. A estimativa é de que passem 33,2 mil veículos por dia nesse trecho, que foi entregue com quase quatro meses de atraso e incompleto. 

Os cerca de 6 quilômetros restantes, até a Rodovia Presidente Dutra só devem ser concluídos em setembro. O primeiro trecho foi inaugurado nessa quinta-feira por Alckmin, um dia antes do término do prazo legal para que governantes que são candidatos a cargo eletivo possam participar de entrega de obras públicas. O tucano tentará a reeleição ao Palácio dos Bandeirantes em outubro.

O Trecho Leste foi construído pela concessionária SPMar, que irá operá-lo pelos próximos 32 anos. A via terá ao todo seis praças de pedágio, com tarifa de R$ 2,10, mas o início da cobrança ainda será definido. A estimativa é que o trecho totalmente concluído, com 43,5 quilômetros de extensão até a Dutra, receba diariamente cerca de 43 mil veículos, dos quais entre 40% e 50% sejam caminhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.