Após 16 horas, termina seqüestro na zona leste de SP

Última refém, advogada é libertada por volta das 17h45 ; PM invadiu a casa para prender a dupla de criminosos

Solange Spigliatti, do estadao.com.br

02 de dezembro de 2007 | 17h52

Após 16 horas de tensão, o seqüestro de um casal que morava na zona leste terminou neste domingo, 2, com a prisão dos bandidos e a libertação dos reféns. A primeira a ser libertada foi a mulher por volta das 17h45 . Ela deixou a casa sem ferimentos aparentes.   Cinco minutos antes, foi ouvido um tiro, mas ainda não havia informações sobre o que teria acontecido. Após a saída de Priscila, a Polícia Militar invadiu a casa para prender os criminosos.   Por volta das  das 13h30, o dono da casa, o empresário Edson, foi libertado. Não havia informações se ele estava ferido. Edson saiu pela porta da frente do sobrado, que permaneceu aberta.   O trio Fernando dos Santos Crestane, de 24 anos, conhecido como Capu e os irmãos Rosângela Brito de Oliveira, de 27 anos, e Sidney Antônio de Oliveira, de 32, entraram na casa por volta das 1h30 desta madrugada. Segundo uma vizinha, o  cachorro do casal avançou sobre os bandidos, que dispararam os tiros.   Assustados, os vizinhos ligaram para a polícia, que chegou por volta das duas horas da manhã ao local. Segundo relatos, o cachorro era o "xodó" do casal, que não tem filhos.   Por volta das 13h30,  um dos três criminosos que invadiram a residência  se entregou à polícia. Rosângela foi ajudada pelos policiais militares, para passar da sacada do sobrado onde estão os criminosos, para a sacada da casa vizinha.  

Tudo o que sabemos sobre:
Casalseqüestrozona leste

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.