Apenas um em cada dez ciclistas é do sexo feminino

Apenas um em cada dez usuários de bicicletas na Região Metropolitana de São Paulo é mulher, segundo o estudo do Metrô. A situação reflete um "medo" por parte das mulheres, mesmo caso de pessoas com mais de 40 anos. "Simples atitudes como campanhas educativas e fiscalização mais rígida, principalmente contra as infrações que atentam contra a vida de quem está fora do carro, seriam suficientes para que essa sensação diminuísse", diz o diretor-geral do Instituto CicloBR, André Pasqualini.

Renato Machado,Rodrigo Brancatelli e Vitor Hugo Brandalise, O Estado de S.Paulo

20 Março 2011 | 00h00

Dentre os motivos apontados para o uso da bicicleta, 56% citam a pequena distância e 22% que o transporte público é caro. O maior uso coincide com os horários de rush dos automóveis, quando pessoas entram e saem do trabalho e da escola - há um pico entre 6h e 8h e outro entre 18h e 20h.

Outro dado que chama a atenção é que 61% dos usuários param em locais privados e apenas 14% em bicicletários públicos. Uma medida para incentivar o uso, por exemplo, é a lei que obriga estabelecimentos comerciais a oferecerem paraciclos para os clientes - a lei ainda aguarda regulamentação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.