Apenas 1 em cada 4 motociclistas acidentados aprendeu a dirigir em autoescola

É o que aponta levantamento feito pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia do HC

estadão.com.br,

12 Julho 2011 | 10h45

SÃO PAULO - Levantamento realizado pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, ligado à Secretaria de Estado da Saúde, com pacientes vítimas de acidente com motocicleta, mostra que apenas 25% dos usuários aprenderam a dirigir na autoescola.

 

Os autodidatas são a maioria, 32,4% dos motociclistas acidentados. Quem aprendeu a dirigir com um parente, representou 19,1%, o mesmo índice de quem aprendeu com amigos.

 

"Quem não aprendeu a dirigir na autoescola sabe como controlar a motocicleta, mas não aprendeu como fazer uma frenagem segura, ou manter a distância mínima necessária," explica Julia Greve, médica fisiatra do IOT. "Os princípios de direção defensiva passam a ser ignorados", completa.

 

Dos participantes da pesquisa, mais da metade (55%) já havia sofrido outro acidente de trânsito. Quanto à situação no momento do acidente, 80% não considerava que a imprudência tinha sido sua.

 

"É importante que o motociclista tenha consciência de que está no veículo mais inseguro e frágil. Deve dirigir de forma preventiva, evitando ser pego de surpresa, por exemplo, em uma fechada brusca", conclui a médica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.