Divulgação
Divulgação

Apartamentos minúsculos chegam à Vila Olímpia

Condomínio da rua Quatá terá unidades de no mínimo 19 e no máximo 52 metros quadrados

O Estado de S. Paulo

17 de setembro de 2015 | 17h37

Em 2016 devem ser entregues os primeiros microapartametos de um novo condomínio na Vila Olímpia. Ele fica no número 64 da Rua Quatá e oferece unidades de no mínimo 19 e no máximo 52 metros quadrados. Ao todo são 86 apartamentos cujo preço mínimo estimado é de R$ 266 mil. Não é dos mais baratos, mas, mesmo assim, 85% já foram vendidos. 

Junto com os vizinhos Vila Nova Conceição e Itaim, a Vila Olímpia abriga muitos dos mais espaçosos e importantes escritórios da cidade, a exemplo do Google. O metro quadrado na região passa dos R$ 12 000,00. Empreendimentos como o VN Quatá surgem, portanto, pensando em quem está disposto a morar em um lugar minúsculo e funcional, em troca de viver em uma região nobre, perto do trabalho e de tudo mais.

“É uma tendência. Nossa filosofia propõe que as pessoas vivam próximas ao trabalho, que fujam do caos do trânsito e tenham mais tempo para viver”, explicou o CEO da Vitacon, construtora responsável pela obra, Alexandre Lafer Frankel. Apesar de pequenos, os apartamentos devem ter algumas mordomias pouco convencionais: no térreo, haverá um café aberto ao público. A área de lazer será toda no 6º andar, para proporcionar uma vista da região. Piscina com raia, academia e serviços de arrumação podem ser agregados ao valor do condomínio, transformando o pequeno apartamento em uma espécie de quarto de um bom hotel.

“Quando lançamos o VN Quatá pensamos em solteiros, estudantes e pessoas que moram sozinhas ou casais sem filhos", explica o CEO. A consultoria do projeto é do canadense Graham Hill, que é considerado o guru do conceito “life edited” (algo como viver apenas com o necessário). “Propomos que a pessoa more no prédio, mas viva a cidade. Propomos uma cidade colaborativa. Nossos empreendimentos possuem sistema de carros e bicicletas compartilhados.” O modelo já é uma tendência em cidades onde o espaço disponível é cada vez menor e mais caro, como Nova York e Tóquio. 

Além do VN Quatá, há outros apartamentos enxutos na cidade, que seguem o mesmo conceito de casa supercompacta. No Downtown São Luis, da construtora Setin, localizado no centro de São Paulo, as menores unidades terão apenas 18 metros quadrados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.