Apagão dura quase duas horas no interior de SP

Apagão, que atingiu também MG e RJ, foi causado por um problema no Sistema Interligado Nacional

José Maria Tomazela,

17 de dezembro de 2012 | 17h09

O apagão que atingiu parte do Estado de São Paulo no fim da tarde de sábado (15) deixou algumas regiões de Juquitiba, na Região Metropolitana, a 74 km da capital, sem energia durante quase duas horas. No bairro do Ritas, o fornecimento foi interrompido pouco antes das 18 horas, mas o restabelecimento só ocorreu próximo das 20 horas, segundo o relato de moradores. De acordo com o funcionário Alexandre Souza, da Secretaria de Administração, o blecaute pode ter sido agravado pelas chuvas. "A cidade é rodeada por matas e, como chovia e ventava, a rede pode ter sido atingida por árvores", disse.

Em várias partes da cidade, os telefones permaneceram mudos mesmo depois que a energia voltou. "Ainda havia áreas sem telefone na manhã de domingo", contou. O prejuízo não foi maior porque o blecaute ocorreu fora do horário comercial. Na área urbana, não houve registro de incidentes causados pelo apagão. O Corpo de Bombeiros não chegou a ser acionado. Como a cidade não tem semáforos na área central, o trânsito continuou fluindo. No Hospital Municipal, a maternidade estava lotada e havia bebês no berçário quando a energia acabou, mas o sistema de geradores foi acionado. De acordo com a administração, os geradores foram instalados porque a região é sujeita a apagões.

O apagão, que atingiu também partes dos Estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro, foi causado por um problema no Sistema Interligado Nacional. A falha acionou o sistema de segurança dos equipamentos, desencadeando cortes seletivos no fornecimento de energia. Apenas na área de concessão da AES Eletropaulo, 31 subestações foram desligadas. Além de Juquitiba, o apagão afetou os municípios de São Paulo, Itapevi, Itapecerica da Serra, Taboão da Serra, Diadema, Cajamar, Santana de Parnaíba, Jandira e São Bernardo do Campo.

Oito distribuidoras do grupo CPFL Energia também foram afetadas. A CPFL Piratininga informou que o desligamento ocorreu às 17h55, afetando 20% da carga da área de concessão. O processo de recomposição teve início às 18h04, após a estabilização do sistema, terminando às 18h11, com o restabelecimento do fluxo de energia. As causas do apagão estão sendo analisadas pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Tudo o que sabemos sobre:
apagãoregião sudesteJuquitiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.