Ao tentar salvar namorada, jovem morre atropelado

Rapaz empurrou menina para longe do caminho de uma van desgovernada, mas ficou prensado entre o veículo e um muro

RICARDO VALOTA, O Estado de S.Paulo

18 de fevereiro de 2012 | 03h02

Um rapaz de 18 anos morreu atropelado por uma van desgovernada ao salvar a namorada de 14, na madrugada de ontem, na zona sul de São Paulo. Sérgio Augusto Martins de Oliveira Barros empurrou Bárbara da Silva Alves para fora de perigo, mas não conseguiu escapar e foi prensado entre a Towner azul e um muro na Travessa Edson Machado, no Jardim Clíper, em Cidade Dutra.

Barros foi levado para o Pronto-Socorro do Grajaú, mas morreu. Bárbara teve apenas ferimentos leves e foi medicada no Hospital Regional Sul

Segundo testemunhas - que não compareceram à delegacia -, o dono do veículo, identificado como Luiz da Cruz, de 58 anos, bebia cerveja do lado de fora do veículo e entrou na van acompanhado de uma segunda pessoa. O condutor, ao descer a ladeira, teria perdido o controle do carro. Segundo testemunhas, ele nem chegou a frear.

Cruz disse ao delegado do 98.º DP (Jardim Miriam) que não estava ao volante. A segunda pessoa que entrou no veículo seria um bandido que o abordou e o obrigou a entrar na van, assumindo a direção.

Como aparentava estar embriagado, Cruz passou por exame de dosagem alcoólica, cujo resultado ainda não ficou pronto. O delegado do 98.º DP, Valter Pires Bentani Júnior, mostrou a foto de Cruz a Bárbara, mas ela não reconheceu o suposto dono da van nem soube dizer se havia duas pessoas na Towner, pois "foi tudo muito rápido".

O delegado agora tentará informações com moradores da região. O dono do veículo pode ser registrado como testemunha ou indiciado por embriaguez ao volante e homicídio doloso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.