Divulgação Canal Variedades
Divulgação Canal Variedades

Antigo posto de gasolina em Pinheiros vai virar praça

Iniciativa de ambientalistas vai plantar árvores nativas no local

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

24 Outubro 2017 | 11h22

A cidade de São Paulo vai ganhar, em breve, uma nova praça, nos arredores do Largo da Batata, zona oeste da capital. 

A iniciativa partiu dos ambientalistas Sérgio Reis, Nik Sabey e Ricardo Cardim. Durante uma ação de plantio de árvores em Pinheiros, eles perceberam que um terreno localizado na rua Paes Leme, onde já havia funcionado um posto de gasolina, andava abandonado e cheio de entulhos, mas poderia ser revitalizado.

+++ Doria revoga decreto que transformava Praça do Pôr do Sol em parque

Segundo Sabey, um dos coordenadores do projeto, a área, de propriedade da Prefeitura, estava dentro da Operação Urbana Faria Lima. Após algumas reuniões com os ambientalistas, a Prefeitura liberou o local para a limpeza.

"Já realizamos a retirada de tapumes, de 10 caminhões de lixo do local, os tanques de armazenamento de combustível que estavam enterrados no solo do terreno foram removidos e a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) já fez a vistoria e análise do solo e liberou o espaço", disse o ambientalista. 

A ideia, de acordo com Sabey, é fazer uma praça com caminho, bancos com encosto e plantar diversas árvores de vegetação nativa, entre elas araucárias, manacá-da-serra, cambuci e frutíferas.

"Vamos utilizar no terreno uma tecnologia que é usada em Berlim, a técnica permeável, ou seja, iremos fazer o jardim da chuva, sistema de biorretenção para o manejo das águas das chuvas, onde as plantas absorvem a água evitando alagamento no local.

Ainda segundo o ambientalista, a intenção é arborizar o terreno e fazer uma 'floresta de bolso'. "Observando a dinâmica natural das plantas, bem adensada, podemos ter uma massa verde, uma alusão a uma floresta", explica Sabey.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.