Filipe Araújo/Estadão
Filipe Araújo/Estadão

Anna Carolina Jatobá perde direito ao regime semiaberto

Condenada em 2008 pela morte de Isabella Nardoni, ela foi flagrada em penitenciária com os filhos por meio de uma videochamada, o que não é permitido

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de junho de 2020 | 17h15

Condenada pela morte da enteada Isabella Nardoni, ocorrida em 2008, Anna Carolina Jatobá perdeu o direito ao regime semiaberto. Ela foi flagrada na penitenciária de Tremembé conversando com os filhos por meio de uma videochamada, o que não é permitido. Por conta disso, ela cometeu "falta grave" e voltou ao regime fechado.

O caso ocorreu durante um atendimento por videoconferência entre Jatobá e a advogada, que ligou para os familiares da cliente. "Ressalvamos que, no momento, nos presídios do estado de São Paulo, o recurso do videoconferência é permitido apenas para contato dos presos com oficiais de justiça, juízes, advogados e defensores públicos. Cada unidade prisional possui no mínimo um computador com webcam e microfone especificamente para esse uso, em sala reservada", afirma a Secretaria da Administração Penitenciária.

Jatobá e Alexandre Nardoni, pai de Isabella, foram condenados pelo homicídio da menina. A tese da promotoria era de que a criança foi jogada do apartamento em que a família morava, na zona norte de São Paulo. Jatobá foi sentenciada a 26 anos de prisão e Nardoni a 31 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.