Andre Lessa/AE-17/2/2011
Andre Lessa/AE-17/2/2011

Anhanguera é a rodovia onde mais se rouba carga

Quadrilhas são atraídas por concentração de fábricas e depósitos na região de Jundiaí, Campinas e Americana; ontem, PM foi preso por receptação

Bruno Paes Manso, O Estado de S.Paulo

23 de agosto de 2011 | 00h00

A Rodovia Anhanguera é a estrada com maior incidência de casos de roubo de carga no Estado de São Paulo. A liderança, registrada no primeiro semestre, se deve ao aumento de ocorrências na região de Jundiaí, Campinas e Americana, área com alta concentração de empresas de computadores e de eletroeletrônicos, cargas bastante visadas pelos ladrões. Os dados são do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas de São Paulo (Setcesp) e da Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Na manhã de ontem, depois de mais um roubo de produtos eletroeletrônicos no km 22 da Rodovia Anhanguera, no limite entre os bairros de Perus e Caieiras, em São Paulo, foi efetuada a prisão em flagrante do policial militar Davi Caetano Ribeiro, de 29 anos, que trabalhava na Força Tática do 43.º Batalhão da Polícia Militar. Ele é acusado de ser dono do estacionamento que recebia as cargas roubadas.

Eram 6h30 quando o caminhão Hyundai HR que levava um carregamento de câmeras fotográficas da Sony avaliado em R$ 720 mil foi abordado pela quadrilha. Os seguranças privados que escoltavam a carga reagiram e um deles foi ferido com um tiro e socorrido por funcionários da concessionária Autoban, responsável pela rodovia. Outro vigia foi levado como refém e conseguiu pular do carro em movimento na Rodovia dos Bandeirantes.

Policiais civis que investigavam a atuação da quadrilha havia um mês foram para o estacionamento na Brasilândia, na zona norte, suspeito de receptar as cargas. O material roubado foi encontrado no local.

Ribeiro era dono do estacionamento e foi apresentado ontem pela Corregedoria de PM. Foi autuado em flagrante por receptação e formação de quadrilha. Ele nega as acusações. "Produziam notas frias para esquentar as cargas e depois vender", afirma o delegado Marcelo Bianchi Fortunato, da 3.ª Divisão de Investigação de Roubos e Furtos de Veículos de Cargas (3.ªDivecar).

Ranking. Entre janeiro e junho, foram 130 roubos de carga na Anhanguera, o que representa 18% do total de ocorrências em estradas em São Paulo. O segundo lugar ficou com a Via Dutra, que teve 96 casos. No ano passado, a liderança foi da Rodovia Régis Bittencourt, com 353 casos. A Anhanguera, com 194 ocorrências no ano todo, ficou em terceiro lugar, atrás da Via Dutra.

Apesar de os casos de roubo de carga terem diminuído 8,28% em São Paulo no primeiro semestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, o valor total das cargas roubadas aumentou 6,5%.

Comparado com o restante do Brasil, São Paulo registrou 56,7% dos casos de roubo de carga no ano passado. "O volume é elevado, mas São Paulo foi o Estado que mais reduziu os casos de roubo de carga no País", diz o coronel Paulo Roberto de Souza, assessor de Segurança da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (ANTC).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.