Divulgação
Divulgação

Anderson Silva e outros lutadores estrelam campanha contra a violência

Chamada de 'Conte até 10', ação visa a reduzir homicídios por motivos banais, como brigas entre vizinhos

O Estado de S. Paulo

27 Maio 2013 | 13h42

SÃO PAULO - O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) lançou nesta segunda-feira, 27, uma campanha pela redução dos homicídios por motivos fúteis no País, como brigas de trânsito e desentendimentos entre vizinhos - na quinta-feira, 23, um empresário matou um casal a tiros e se suicidou por causa de uma reclamação por barulho, em um condomínio de Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo.

Chamada "Conte até 10. Paz. Essa é a atitude", a ação tem como garotos-propaganda os lutadores de MMA Anderson Silva e Júnior Cigano, além dos judocas Leandro Guilheiro e Sarah Menezes, campeões olímpicos.

De acordo com levantamento do CNMP, que analisou homicídios registrados em 11 Estados referentes a 2011 e 2012, mais de 50% dos casos foram desencadeados por motivos banais.

A campanha é uma iniciativa do CNMP em parceria com o Ministério da Justiça e com o Conselho Nacional de Justiça e tem o apoio do Ministério Publico de São Paulo (MP-SP).

A campanha tem vídeos, jingles de rádio, anúncios para veículos impressos e digitais, entre outras peças. Os atletas que participam da iniciativa não cobraram cachê, segundo o MP-SP.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.