'Andamos 2 km na chuva'

"Estava indo para Cumbica levar minha namorada, Rafaela, que pegaria um voo para a Dinamarca pela Lufthansa. Quando vi o trânsito na Dutra, pensei que fosse acidente por causa da chuva. Só então ouvi no rádio que havia mais de mil ônibus parados nos arredores de uma igreja em inauguração. Depois de horas dentro do carro, comecei a olhar para o lado e ver pessoas desesperadas, algumas com roupa de tripulação. Vi gente chorando porque ia perder ou já tinha perdido o voo. Deixamos o carro no acostamento e andamos mais de 2 km na chuva até o aeroporto. Vimos as vans oferecendo "carona" a R$ 10 e resolvemos entrar. Foi mais 1,5 km de van até o aeroporto e ainda assim chegamos atrasados. A sorte da minha namorada foi que a tripulação também ficou presa no trânsito - ela entrou no avião na mesma hora que os pilotos e as comissárias. Na Lufthansa, disseram que o voo saiu vazio, sem 80% dos passageiros."

O Estado de S.Paulo

02 de janeiro de 2012 | 03h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.