Anatel averigua causa da pane na Telefônica, em SP

A agência não disse se a empresa pode ou não sofrer algum tipo de sanção pelos prejuízos resultantes da pane

Gerusa Marques, O Estado de S. Paulo

03 de julho de 2008 | 14h23

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), responsável por fiscalizar os serviços de telecomunicações no País, afirmou nesta quinta-feira, 3, por intermédio de sua assessoria de imprensa, em Brasília, que seu escritório regional em São Paulo está "averiguando" a causa da pane na Telefônica que mantém fora de funcionamento, na capital paulista, os serviços digitais do Detran e o registro de boletins de ocorrência nas delegacias policiais.   Veja também Pane na Telefonica derruba internet e rede do governo estadual Celulares da Claro ficam fora do ar por mais de 1 hora   A Anatel não informou se a Telefônica pode ou não sofrer algum tipo de sanção pelos prejuízos resultantes da pane. No setor de energia, quando ocorre apagão, um processo é aberto pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para apuração das causas e dos prejuízos, o que muitas vezes resulta em multa para a empresa responsável.   O gerente de Comunicação da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp), Carlos Barreira, afirmou que cerca de 50% dos 12 mil pontos da rede de comunicação do governo, a Intragov, está indisponível. Segundo ele, a falha na rede da Telefônica começou a afetar a rede de forma pontual no início da tarde de quarta. Com isso, saíram do ar os sistemas de serviços digitais do Detran, de registro de boletins de ocorrência das delegacias e das unidades do Poupatempo.   A Telefônica anunciou nesta quinta-feira, em nota, que uma "ocorrência técnica em alguns equipamentos afeta parcialmente sua rede de transmissão de dados" desde a tarde de ontem. A empresa, entretanto, não informou a estimativa de quando a situação deve ser normalizada e nem forneceu detalhes sobre o problema, como a causa dele e a área da capital paulista prejudicada. "A rede afetada atende a grandes empresas privadas e órgãos da administração pública nos âmbitos federal, estadual e municipal", traz o comunicado.   (Colaborou Elvis Pereira, do estadao.com.br)

Tudo o que sabemos sobre:
telefoniapaneSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.