ANÁLISE: trégua em conflito facilita policiamento

A trégua no conflito entre policiais militares e integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) já permite a reestruturação do policiamento ostensivo e a consequente redução nas taxas de criminalidade.

Bruno Paes Manso, O Estado de S.Paulo

26 Junho 2013 | 02h13

No segundo semestre do ano passado, as disputas entre PM e PCC provocaram uma série de mortes. Se, de um lado, os policiais eram assassinados, grupos de extermínio foram criados e agiam nas periferias em resposta aos crimes. PMs foram presos por suspeitas de integrar esses grupos. A redução na tensão dos conflitos e o aumento do controle dos PMs pela cúpula da Segurança permitiu à corporação voltar ao trabalho. Atualmente, a PM ainda é a principal responsável pelo grosso das prisões e das ações de prevenção ao crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.