ANÁLISE: Planejamento público e qualidade são fundamentais

Falta de vagas em creches é um problema crônico de São Paulo. Em um necessário plano público de expansão - até agora inexistente -, critérios de qualidade devem ser explicitados. Entre eles: o número máximo de crianças por creche e por professor, espaços físicos adequados, professores qualificados e com tempo para atividades extraclasse garantido e remunerado, existência de outros profissionais, em número e com formação suficiente, responsáveis pelo bom funcionamento das unidades. Deve-se priorizar a expansão de vagas em regiões com maior proporção de crianças em situação de vulnerabilidade e com idade até 2 anos - uma vez que somente 17,5% das crianças desta faixa estão matriculadas e 65,2% da fila de espera é composta por crianças deste perfil.

Ester Rizzi*, O Estado de S. Paulo

29 Abril 2013 | 02h01

 

São Paulo só enfrentará os desafios por meio de um planejamento público que detalhe a expansão prometida a partir desses e de outros critérios. Só assim a sociedade poderá acompanhar o necessário avanço na garantia do direito à educação infantil de qualidade.

 

* ESTER RIZZI É ADVOGADA E ASSESSORA DA AÇÃO EDUCATIVA

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.