ANÁLISE: jurados homens podem favorecer defesa

A formação do Conselho de Sentença é decisiva no julgamento pelo Tribunal do Júri. É fundamental que advogado e promotor tenham uma boa percepção a respeito dos jurados. Um corpo de julgadores composto exclusivamente por homens de mais de 35 anos, a princípio, favorece a defesa. Isso porque jurados com esse perfil tendem a ser pouco tolerantes com pessoas dedicadas ao cometimento de crimes e demonstram empatia com a polícia. Homens, de regra, se impressionam menos com argumentos de fundo emocional. É evidente que essa é uma primeira análise e não leva em consideração a formação e experiência profissionais, culturais e sociais dos integrantes.

André Estefam,

30 Julho 2013 | 02h08

A dispensa das testemunhas de acusação é um procedimento normal da Promotoria, quando já existe nos autos prova robusta da tese a ser sustentada. Agiu bem, nesse aspecto, o Ministério Público, revelando com isso deter segurança acerca da postura que defenderá aos jurados. Creio que o maior obstáculo a ser vencido pela Promotoria será demonstrar, de maneira particular e individualizada, a responsabilidade criminal de cada um dos acusados.

* ANDRÉ ESTEFAM É PROMOTOR DE JUSTIÇA E MESTRE EM DIREITO PENAL

Mais conteúdo sobre:
carandiru

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.