ANÁLISE: 'Habilidade' deu lugar à violência

Ao analisar as estatísticas policiais deste mês e compará-las aos índices dos últimos cinco anos, é fácil perceber que o criminoso vem trocando a habilidade do furto pela agressividade do assalto - e que a morte, lamentavelmente, foi banalizada. É por isso que a proporção de roubos de veículos tem crescido em relação aos furtos - em 1999, para cada dez furtos, tínhamos de um a dois roubos; hoje são de seis a oito.

Jorge Lordello,

26 Julho 2013 | 02h13

O aumento dos crimes violentos é decorrência do sentimento de impunidade latente entre bandidos, da explosão do tráfico de drogas e do uso de crack, da entrada de jovens mais cedo no crime e das leis que permitem ao acusado responder em liberdade. Temos de focar os aspectos objetivos do problema para sairmos desse círculo vicioso e perverso.

* JORGE LORDELLO É ESPECIALISTA EM SEGURANÇA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.