Anac estuda Jundiaí como alternativa para vôos, diz Zuanazzi

Para o presidente da Anac, "essa talvez seja uma das boas alternativas" para desafogar os aeroportos de SP

Agência Estado

25 de julho de 2007 | 14h20

O presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Milton Zuanazzi, afirmou nesta quarta-feira, 25, em reunião da CPI do Apagão que a Anac está estudando a possibilidade de transferir alguns vôos para o Jundiaí. "Estamos vendo recursos, marcando reuniões com prefeituras", afirmou. Segundo ele, "essa talvez seja uma das boas alternativas" para desafogar os aeroportos de São Paulo, porém "não para a aviação comercial, apenas para a executiva". Ao ser perguntado se a Anac teve alguma responsabilidade, direta ou indireta, no acidente com o vôo 3054 da TAM, Zuanazzi respondeu: "Não temos nenhuma responsabilidade direta no acidente. Só teríamos se a aeronave ou a pista tivessem alguma irregularidade, o que não aconteceu". Segundo ele, porém, as responsabilidades só serão apuradas com o fim das investigações. O presidente da agência afirmou ainda que a responsabilidade do vôo é da companhia aérea, não da Anac. "Nosso trabalho é fiscalizar se quem deve cumprir essas responsabilidades, está cumprindo", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.