Anac dá prazo para que a Gol unifique check-in com a Varig

Se o acordo não for feito até dia 18 de janeiro, empresa terá novas autorizações de vôos suspensas

Sandra Manfrini, Agência Estado

26 Dezembro 2008 | 19h36

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) deu prazo até o dia 18 de janeiro para a Gol unificar seu sistema de check-in com a Varig. Caso isso não ocorra, a empresa terá novas autorizações de vôos suspensas. De acordo com nota divulgada pela Anac, em reunião realizada nesta sexta-feira, 26, entre a Agência e representantes da empresa aérea, no Rio de Janeiro, foram identificados os problemas gerenciais na operação da malha aérea da companhia que causaram os atrasos acima da média nacional neste final de ano.   A não unificação dos sistemas de check-in da Varig com a Gol, prometido anteriormente para o dia 19 de dezembro, é um dos principais causadores dos atrasos. Isso tem feito com que o tempo de check-in seja superior ao previsto.   Além disso, o tempo de solo das aeronaves em Brasília e Galeão tem sido superior ao previsto na malha aérea. Outro problema, diz a nota da Anac, é o aumento da ocupação dos vôos, que passou de 58% para 80% no fim de ano. Durante a reunião também foi constatado um tempo de execução das operações de solo pela empresa prestadora de serviço superior ao planejado.   Por fim, a Anac destaca a espera de passageiros de vôos de conexão, especialmente aqueles vindos do Norte do País, onde os aeroportos têm operado, com freqüência, com restrições ou suspendido suas operações em decorrência das chuvas. Como os vôos estão operando com altos índices de aproveitamento, a empresa tem dificuldade de alocar os passageiros em outros vôos, nesta época do ano, e tem optado por esperar as conexões.   A Anac determinou que, a partir de janeiro, a empresa reveja o tempo de solo nos aeroportos do Galeão e Brasília. Se essas adequações não forem realizadas, os vôos poderão ser cancelados a partir de 26 de janeiro.   Segundo a nota da Anac, a Gol se comprometeu a rever os procedimentos de check-in ainda neste ano, ocupando todas as posições nos horários de pico nos aeroportos de Brasília e Galeão. Além disso, as filas de check-in nesses aeroportos passarão a ter tempo previsto de fila até o atendimento.   Segundo a companhia informou à Anac, apesar dos atrasos, todos os passageiros embarcaram nos últimos dias para seus destinos.

Mais conteúdo sobre:
anacatrasosgol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.