''Amigo'' matou analista de sistemas na Vila Mariana

O analista de sistemas Kleber Valentim da Silva, de 27 anos, foi assassinado por um amigo dentro de seu apartamento na Vila Mariana, zona sul de São Paulo. O Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil prendeu André Feliciano de Oliveira Souza, de 18 anos, no dia 16, mas o anúncio da prisão só foi feito ontem.

Gio Mendes, O Estado de S.Paulo

28 de junho de 2011 | 00h00

O crime aconteceu após a vítima assistir pela televisão ao jogo entre Santos e Cerro Porteño, no dia 1.º de junho, que classificou a equipe paulista para a final da Libertadores. Horas antes do assassinato, vizinhos ouviram gritos de mais de uma pessoa vindos do apartamento do analista, durante os gols do jogo. Silva via a partida com amigos, mas a polícia descobriu que nenhum deles estava envolvido no crime.

Segundo o delegado Alfredo Gibelli, do DHPP, assim que ficou sozinho em casa Silva ligou para Souza e pediu que ele fosse até o apartamento - para dar satisfação de uma dívida. "O acusado havia furtado dois notebooks da casa da vítima, que descobriu o crime. Os dois continuaram a amizade, pois o acusado prometeu pagar pelos computadores levados, que ele já havia vendido", disse Gibelli.

O crime. Souza chegou ao apartamento na madrugada do dia 2. Em depoimento, o acusado alegou que a vítima estava alcoolizada e tentou agredi-lo. Ele teria dado uma "gravata" na vítima, até ela ficar desacordada.

Depois, amordaçou a vítima e a estrangulou com o fio de um ferro elétrico. "O acusado trancou o apartamento e depois jogou a chave no rio", afirmou o delegado do DHPP. Durante a investigação, a polícia encontrou impressões digitais do acusado no local. Outro indício foi um currículo de Souza deixado no apartamento da vítima.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.