Americano rouba táxi, bate e atropela policial

Rapaz pulou muro da casa de taxista na zona norte para pegar o carro e ir em direção à zona oeste em alta velocidade

PRISCILA TRINDADE , O Estado de S.Paulo

08 Novembro 2011 | 03h03

Um americano de 22 anos foi preso na manhã de ontem depois de roubar um táxi, bater em vários carros e atropelar um cabo da Polícia Militar, em São Paulo.

Para conseguir roubar o veículo, um Corsa, o suspeito pulou o muro de uma casa em um bairro da zona norte da capital e abordou o taxista, de 40 anos, no momento em que ele saía da garagem, por volta das 7h. Além do carro, o criminoso, que simulou estar armado, levou os documentos do taxista e R$ 50.

A vítima comunicou o roubo à Polícia Militar, que alertou as viaturas pelo rádio. Cerca de 20 minutos depois, o motorista bateu em outros automóveis na Rua Aurélia, na Lapa, zona oeste. Quando entrou na Rua Francisco Alves, o motorista foi abordado pela polícia, mas não obedeceu à ordem de parada e fugiu em alta velocidade.

Em seguida, o carro atropelou um cabo da PM, que tentou interceptá-lo. Por causa das colisões em sequência, o suspeito acabou sendo preso em um semáforo da Rua Tito.

Frases desconexas. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o americano dizia "frases desconexas, parecia drogado ou manifestar algum distúrbio mental". Depois de ser levado para um pronto-socorro, ele foi encaminhado para a 3.ª Central de Flagrantes, onde foi autuado por roubo, dano, colisão e lesão corporal culposa.

Durante o auto de prisão, a polícia identificou o homem como "M. P. T. V., natural dos Estados Unidos, com curso superior completo". A prisão foi comunicada à mãe dele, por telefone.

Como não coube fiança, o americano está detido em uma carceragem pública, à espera de decisão da Justiça. O táxi foi devolvido à vítima, com arranhões na lataria e o taxímetro danificado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.