Ameaça de bomba esvazia universidade na zona leste de São Paulo

Objeto com um relógio acoplado foi encontrado por um vigilante no prédio; local foi isolado

Julia Baptista, da Central de Notícias,

02 de junho de 2010 | 22h32

SÃO PAULO- Uma ameaça de bomba fez alunos e funcionários evacuarem nesta quarta-feira, 2, o prédio da Universidade São Judas Tadeu da Unidade da Mooca, localizada na rua Taquari, na zona leste da capital. As aulas foram suspensas.

 

Segundo a Polícia Militar, um objeto com um relógio acoplado foi encontrado por um vigilante no 4º andar do prédio. O artefato seria um simulacro de explosivo. O Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) já está no local, que foi isolado.

 

Prédios no entorno da Universidade também foram evacuados. A Escola Técnica Estadual Camargo Aranha também teve as aula suspensas.

 

A estudante de comunicação social Marina Dias diz ter ouvido um "barulho de gás vazando", quando um bombeiro entrou na sala de aula e pediu que todos evacuassem o local. "Ele disse que era sério, não se tratava de brincadeira. Todos deixamos o prédio em ordem, como eles pediam."

 

A Universidade disse que houve evacuação da área, mas o motivo foi um procedimento de segurança de rotina.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.