Alunos do Mackenzie fazem protesto no centro de SP

Manifestação reclama sobre a forma de utilização das notas do Enem no vestibular

Gheisa Lessa,

21 Março 2012 | 12h56

São Paulo, 21 - Estudantes da Universidade Presbiteriana Mackenzie realizam protesto, nesta quarta-feira, 21, na Rua da Consolação, no centro de São Paulo.

A manifestação, que começou por volta das 11h, está concentrada na altura do número 869 da Consolação. As três faixas da via estão bloqueadas, deixando livre apenas o corredor de ônibus. A CET realiza o desvio dos carros de passeio, que são direcionados pela Rua Maria Antônia.

Os manifestantes pretendem seguir em direção à rua Amaral Gurgel. Há policiamento na região, e a CET não soube confirmar o número de pessoas envolvidas no protesto.

A Assessoria de imprensa do Mackenzie informa que o motivo do protesto é a respeito da utilização das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no vestibular.

"O Mackenzie já adotou o Enem nos outros anos, mas mantendo uma única fase, a nota (do Enem) poderia ou não auxiliar o vestibulando", explica para o estadão.com.br a assessoria da universidade. "O que pode ter gerado o protesto é que agora uma parte das vagas será destinada para uma primeira fase que envolverá apenas a nota do Enem", resume.

Mais conteúdo sobre:
mackenzie alunos protesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.