Aluno é baleado em colégio no interior de SP

ESPECIAL PARA O ESTADO

Sandro Villar,

27 de abril de 2011 | 00h36

PRESIDENTE PRUDENTE

O estudante Paulo Henrique Parra, de 18 anos, levou um tiro na cabeça na noite de anteontem quando entrava na Escola Estadual Professora Nilza Maria Santarém Paschoal, em Agudos, no interior. Ele foi baleado pelo aluno Abraão da Silva Ernesto, de 17, que teve ajuda do estudante Edson Henrique Ferreira, também de 17. Na frente de vários alunos, Ferreira agarrou Parra e lhe deu uma "gravata". Em seguida, Ernesto atirou três vezes. "Duas balas picotaram, mas uma acertou a cabeça da vítima", explicou o delegado Jader Biazon.

Nos últimos dias, os dois brigaram durante jogos de futebol. O estudante baleado teria humilhado Ernesto, que decidiu vingar-se. "O acusado era humilhado e agredido fisicamente pela vítima, principalmente durante partidas de futebol", disse o delegado, que ouviu estudantes e pais do acusado. "Vamos apurar se é um caso de bullying."

Em estado grave, Parra está internado no Hospital de Base, em Bauru. Ele foi operado e corre risco de morte. Os dois acusados estão foragidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.