Aluno da USP, Pedro também era músico

Funcionário público concursado na prefeitura de Barueri, aluno de Sistemas de Informação na USP-Leste, músico, Pedro Turquetti, de 22 anos, era um jovem cheio de planos e sonhos. Tocava guitarra e adorava viajar com a namorada, Eveline Paes, de 22, que conheceu ainda no colégio, em 2006, em Barueri.

O Estado de S.Paulo

18 Novembro 2012 | 02h02

Na noite do dia 8, Pedro saiu de casa para comemorar o aniversário de um amigo em Santana de Parnaíba. Foi assassinado por um motoqueiro ainda não identificado. Morreu baleado.

Deixou sua mãe, Rosa (foto abaixo), três irmãos e Eveline, que é aluna de Medicina Veterinária na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), em Seropédica, sul fluminense.

O namoro de Pedro e Eveline foi interrompido por tiros quando ele e o amigo Pedro Rafael da Silva Mattos tomavam cerveja em uma praça à espera da virada da meia-noite para saudar o aniversário de outro amigo, Washington Luis, que também foi alvejado, mas sobreviveu.

"O Pedro era muito dedicado ao que fazia", disse o primo Lucas, chocado com o fato. Na quinta-feira, dia 15, a família participou de uma manifestação em Barueri contra a onda de violência.

Para Raul Turquetti, irmão da vítima, o crime contra Pedro atraiu atenção inicialmente porque se tratava de um aluno da USP. "Mas o meu irmão é só mais uma das vítimas. Há muitos outros anônimos morrendo nessa absurda onda de violência", disse Raul. "Só queremos que isso não aconteça também com outras famílias", declarou. / P.P.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.