Aluno atropela colegas e quase é linchado Homem é atropelado por prefeito e morre

Um estudante do campus Memorial da Universidade Nove de Julho (Uninove), localizado na Rua Doutor Adolpho Pinto, região da Barra Funda, zona oeste de São Paulo, teve o carro depredado e quase foi linchado por colegas de faculdade ao atropelar várias pessoas em frente ao estabelecimento de ensino, por volta das 22h45 de sexta-feira, momento em que muitas pessoas deixavam o prédio e outras se aglomeravam na rua em frente aos barzinhos.

O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2011 | 03h02

Leonardo dos Santos, de 25 anos, não tem carteira de habilitação. Segundo testemunhas, o jovem apresentava sinais de embriaguez. Ao volante de um Gol vermelho, ele atropelou algumas pessoas e, ao perceber que seria agredido, acelerou e, na esquina com a Avenida Francisco Matarazzo, atingiu mais dois estudantes. As vítimas tiveram ferimentos leves.

Leonardo só não conseguiu deixar o local porque bateu o carro contra um poste após o segundo atropelamento. Um colega, ao ver que dezenas de pessoas já corriam para linchá-lo, ajudou o motorista a descer do carro, puxando-o pelo braço, e o colocou dentro de uma agência do Banco do Brasil. Revoltadas, as testemunhas quebraram as portas de vidro da agência. O jovem foi preso e indiciado por dirigir sem habilitação, embriaguez ao volante e tentativa de homicídio. Ele está detido no 91º Distrito Policial, na região da Ceagesp.

Um homem morreu após ser atropelado pelo prefeito de Santa Rita do Passa Quatro (SP), Agenor Mauro Zorzi (PMDB), na noite de anteontem. A vítima, Marcos Donizetti Pereira da Silva havia sido empurrada para a rua durante uma discussão com um homem ainda não identificado pela polícia. Na queda, foi atropelado pela caminhonete do prefeito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.