Aluna de Odontologia é agredida e roubada dentro da USP

Estudante caminhava até um ponto de ônibus, onde iria esperar os pais, quando foi assaltada por três homens

O Estado de S. Paulo

18 Junho 2015 | 13h51

Uma estudante de Odontologia da Universidade de São Paulo (USP), de 21 anos, foi agredida e roubada na noite desta quarta-feira, 17, na Cidade Universitária, na zona Oeste de São Paulo. O assalto ocorreu por volta das 20h30 quando ela saía do Instituto de Ciências Biomédicas.

De acordo com a Polícia Civil, a jovem caminhava até um ponto de ônibus, onde esperaria os pais. A estudante disse que, enquanto andava, levou uma pancada forte no rosto e, em seguida, um dos assaltantes gritou para que ela entregasse o celular. A jovem disse à polícia que ele estava com uma arma de fogo.

Ainda segundo a polícia, mesmo depois de ter entregue o aparelho, a estudante disse que continuou sendo agredida. Ela disse que, em seguida, outros dois homens apareceram e também pegaram a mochila dela. 

A estudante fugiu correndo e pediu socorro para os seguranças da universidade. Segundo a Polícia Civil, os três assaltantes fugiram de bicicleta para uma favela próxima à USP.

Em nota, a USP informou que a segurança nas áreas comuns do câmpus é feita por 47 guardas universitários e 2.400 vigilantes terceirizados, 24 horas por dia. Também informou que o projeto de instalação do sistema de monitoramento eletrônico está "adiantado" e que o sistema de iluminação está em fase final de implantação. No entanto, não informou prazo para a conclusão da implantação de nenhum dos dois sistemas. 

Mais conteúdo sobre:
Segurança USP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.