Alternativas para o transporte em São Paulo nesta quinta

Metroviários decidem fazer greve; Prefeitura reforça sistema de transporte e suspende rodízio de veículos

02 de agosto de 2007 | 01h42

Os metroviários de São Paulo decidiram entrar em greve, por tempo indeterminado, a partir da zero hora desta quinta-feira, 2. Três milhões de pessoas devem ficar sem o Metrô, e as estações devem amanhecer de portas fechadas. Com a greve, os passageiros podem utilizar algumas alternativas para o transporte. CPTM: os trens começam a circular às 4 horas. O horário de pico da manhã, das 5 às 8 horas, será prolongado conforme a necessidade. Caso a greve se estenda até o fim do dia, o mesmo procedimento será adotado no horário do pico da tarde, que é das 17 às 20 horas. Informações pelo 0800-055-0121  Metrô: o serviço da central de informações começa a funcionar às 4 horas. O telefone é 0800-77-077-22 Linhas de ônibus: as empresas de ônibus que atendem a Linha Azul tiveram a frota reforçada. Com isso, 790 ônibus vão atender os passageiros da região. As linhas com destino à Estação Tucuruvi foram prolongadas até o Terminal Tietê . As empresas que atendem as estações Ana Rosa e Vila Madalena, na Linha Verde, também tiveram a frota reforçada. Com isso, 215 ônibus vão atender a região. As linhas intermunicipais que vêm do ABCD terão itinerário prolongado até a Estação Santa Cruz. Na Linha Vermelha, a frota também foi aumentada e contará com 470 ônibus. Na Linha Lilás, os ônibus com destino a Santo Amaro contarão com 150 veículos. As linhas que atendem as Estações Capão Redondo e Campo Limpo serão prolongadas até a região de Santo Amaro, antigo ponto final Rodízio: a Prefeitura e a CET resolveram suspender o rodízio de veículos nesta quinta-feira. Com isso, veículos de placa final 7 e 8 podem circular pela centro expandido da cidade em qualquer horário do dia. Texto alterado às 7h39 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
Metrôgrevemetroviários

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.