Alcoolizado, homem mata menino de 4 anos a facadas no litoral

Garoto brincava na frente de sua casa e não havia motivo para que o homem, preso em flagrante, praticasse ato

Zuleide de Barros, de O Estado de S.Paulo

24 de dezembro de 2007 | 15h46

Um garoto de 4 anos foi morto a facadas por um vizinho alcoolizado, na noite de sábado, no Parque das Américas, periferia de Praia Grande. O crime chocou a população, já que o garoto brincava na frente de sua casa e não havia motivo para que o homem, preso em flagrante, praticasse tal ato. Gustavo Henrique Zeferino dos Santos, que completou quatro anos no último dia 15 e comemoraria a data com festa, junto com o aniversário da irmã de seis anos ontem, foi esfaqueado no peito por Adeilton Ferreira Batista, de 30 anos.  A avó do menino não se conformava com a ocorrência. Ela viu quando o rapaz, que morava com a irmã, na vizinhança, suspendeu o menino pelo braço e deu o golpe fatal. Um vizinho ainda tentou socorrer o garoto, que já chegou sem vida ao pronto-socorro.  O criminoso foi preso em seguida, com a arma na mão e as roupas sujas de sangue, antes da população chegar à casa da irmã para linchá-lo. Manoel de Brito Santos, cunhado do acusado, mostrava-se atônito com o crime. Ele disse que não sabia explicar porque o cunhado praticou essa barbaridade. Procedente da Bahia, o rapaz já havia ameaçado de matar a irmã e seus familiares há nove meses, quando resolveu ir embora da cidade.  Retornou há um mês para passar as festas com a família. "Uma pessoa dessas só pode ser um psicopata e não deve mesmo viver em sociedade", afirmou o cunhado. Adeilton Ferreira Batista foi recolhido ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Praia Grande. Se for condenado, poderá cumprir até 20 anos de cadeia.

Tudo o que sabemos sobre:
MortePraia Grandefacadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.