Alckmin volta a pedir para a população economizar água

Em Teodoro Sampaio, o governador inaugurou obras e anunciou benefícios a agricultores

Sandro Villar, Especial para O Estado

16 de junho de 2014 | 16h08

TEODORO SAMPAIO - Economizar água é o que sugere o governador paulista Geraldo Alckmin(PSDB)aos moradores da Grande São Paulo, como forma para evitar o racionamento. A sugestão foi dada na manhã desta segunda-feira, 16, em Teodoro Sampaio, onde o tucano inaugurou obras.  

Perguntado sobre a redução no sistema Alto Tietê, que está com apenas 29% de sua capacidade, o governador evitou comentar diretamente o assunto: "Esperamos a colaboração da população, que já economizou 30%. Quem reduz o consumo (de água) tem o bônus de 40%", explicou Alckmin. Segundo ele, 91% dos moradores da Grande São Paulo aderiram à campanha de economia de água. O governador aposta também nas obras da Sabesp para atenuar a falta de água.

Fórum. Entre as obras entregues pelo governador estão o novo fórum de Teodoro Sampaio, que custou pouco mais de R$ 5 milhões. Os batalhões do Corpo de Bombeiros de Teodoro Sampaio e de Presidente Epitácio também foram inaugurados.

Alckmin também anunciou benefícios para os cerca de 4 mil agricultores de assentamentos atendidos pelo Programa Paulista da Agricultura de Interesse Social (PPAIS). Eles fornecem alimentos para, por exemplo, escolas e penitenciárias da região. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.