Alckmin reconhece que índices de criminalidade estão altos em SP

O governador afirmou que, embora o número de homicídios em março seja maior do que no mesmo período do ano passado, a taxa de crescimento é menor do que nos meses anteriores

Tiago Dantas, O Estado de S. Paulo

26 Abril 2013 | 14h28

SÃO PAULO - O governador Geraldo Alckmin (PSDB) reconheceu, na manhã desta sexta-feira, 26, que os índices de criminalidade estão altos em todo o Estado. "Ainda estamos com números elevados. Reconhecemos isso. Mas uma redução vem ocorrendo mês a mês", afirmou o governador, durante uma cerimônia no Palácio dos Bandeirantes. 

Alckmin disse que, no Estado, houve um aumento de 2,28% nos casos de homicídio doloso (com intenção) em março, se comparado com o mesmo período do ano passado. A taxa de crescimento é menor, porém, do que a de janeiro, que registrou 12% mais assassinatos do que o mesmo mês de 2012.

"A polícia está trabalhando para a gente ter tudo em redução", declarou o governador. Se mudar o período de comparação, a conta não é tão favorável. O primeiro trimestre de 2013 teve 10,22% mais homicídios do que no mesmo período do ano passado, segundo dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.