Alckmin oferece ajuda e Haddad lamenta mortes

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), enviou uma nota de pesar pelas mortes no incêndio em Santa Maria. "Foi com tristeza que recebi a notícia da tragédia ocorrida em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Transmiti ao governador Tarso Genro nossa solidariedade e colocamos o governo de São Paulo à disposição do que for necessário. Nossos pensamentos e nossas orações às famílias e aos amigos das vítimas", afirmou Alckmin no texto oficial.

O Estado de S.Paulo

28 Janeiro 2013 | 02h03

O prefeito Fernando Haddad (PT) divulgou ontem à noite uma nota de pesar sobre as mortes: "Como ex-ministro da Educação, professor, pai e brasileiro, manifesto meu profundo pesar à tragédia na boate de Santa Maria, onde ocorria uma festa de alunos universitários. Meus sentimentos aos familiares de todas as vítimas".

Haddad e Alckmin participaram ontem à noite de homenagem às vítimas do Holocausto na 2.ª Guerra Mundial. O ato foi realizado na Congregação Israelita Paulista, em Cerqueira César, região central da capital.

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), também ofereceu ajuda ao governador Tarso Genro (PT) no atendimento às vítimas. Em nota, Cabral afirmou ter entrado em contato com o colega gaúcho e lamentou "profundamente" o incêndio na boate Kiss.

Cabral colocou à disposição das autoridades do Rio Grande do Sul a Força Estadual de Saúde, uma mobilização de profissionais para o atendimento público de urgências, e o Hospital de Campanha do Estado para o socorro aos feridos. O hospital realiza atendimentos de urgência e emergência infantil em Niterói, na região metropolitana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.