Alckmin libera R$ 500 de bolsa-aluguel às famílias

O governo do Estado de São Paulo anunciou ontem que vai liberar verba de auxílio-moradia a todas as famílias que precisarem de ajuda financeira após a reintegração de posse do Pinheirinho. O valor total não foi divulgado.

FELIPE FRAZÃO, O Estado de S.Paulo

25 de janeiro de 2012 | 03h08

De acordo com o governador Geraldo Alckmin (PSDB), o aluguel social para os desalojados será de até R$ 500 - a mesma quantia distribuída aos moradores da Grande São Paulo.

O dinheiro será repassado à prefeitura de São José dos Campos, comandada pelo também tucano Eduardo Cury. O decreto autorizando a transferência da verba será publicado hoje no Diário Oficial do Estado, de acordo com o governador.

As famílias que receberão a quantia estão sendo cadastradas pela prefeitura de São José dos Campos, em uma tenda instalada perto do Pinheirinho. Os membros das famílias registradas recebem pulseira azul.

De acordo com a prefeitura, 925 famílias haviam se cadastrado. As famílias passarão por análises de renda e de necessidade caso a caso.

O aluguel social é temporário, até que as famílias recebam apartamentos da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU). O governo afirma ter terrenos na cidade. "Não temos hoje obra ficando pronta, só temos terreno. Por não ficar pronta em curto espaço de tempo é que se estabelece o aluguel", disse Alckmin.

A prefeitura de São José dos Campos informou ontem que ainda não havia sido comunicada oficialmente, mas que toda ajuda é bem-vinda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.