Alckmin encaminha à ANA pedido de uso de 2ª cota de volume morto

Envio de solicitação é feito em caráter preventivo para evitar entraves burocráticos; Cantareira está com 5,1% de sua capacidade

Felipe Resk e Ricardo Chapola, O Estado de S. Paulo

10 de outubro de 2014 | 12h38

SÃO PAULO - O governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse que vai encaminhar nesta sexta-feira, 10, uma solicitação de outorga à Agencia Nacional de Águas (ANA) pedindo o direito ao uso da segunda parte do volume morto no Sistema Cantareira.

O envio do documento à agência federal foi feito em caráter preventivo para evitar entraves burocráticos caso a segunda parte do volume morto tenha que ser usada antes.

O manancial atingiu nesta sexta-feira o índice de 5,1% de sua capacidade, já totalmente constituída pela primeira parte das reservas profundas do Cantareira desde maio. 

Alckmin afirmou que a segunda parcela do volume morto vai começar a ser bombeada para o reservatório quando houver necessidade. "As obras já estão praticamente prontas. Se houver necessidade, esses 5% viram 16% no dia seguinte. Vai ser encaminhado à ANA pedindo a liberação ainda hoje", disse Alckmin, ao anunciar um reforço do efetivo da Polícia Militar no Morumbi, na zona sul da capital da paulista, após os recentes arrastões na região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.