Rafael Arbex / ESTADAO
Rafael Arbex / ESTADAO

Alckmin diz que ação foi 'gravíssima' e crimes serão esclarecidos o mais rápido possível

Governador, secretário de Segurança Pública, diretora do DHPP e superintendente da Polícia Técnico Científica estiveram na Delegacia Seccional de Osasco

Rafael Italiani, O Estado de S. Paulo

14 de agosto de 2015 | 15h19

O governador Geraldo Alckmin esteve na tarde desta sexta-feira, 14, na Delegacia Seccional de Osasco para acompanhar os trabalhos de investigação nos ataques que deixaram 18 mortos na noite de quinta-feira, 13. "Vamos esclarecer o mais rapidamente possível", disse.

O secretário de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, a diretora do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Elisabete Sato, e o superintendente da Polícia Técnico Científica, Ivan Miziara, também estão na delegacia.

O governador garantiu segurança nas cidades onde houve os ataques, classificou a ação de "gravíssima" e prestou solidariedade às famílias das vítimas. Ao ser questionado sobre a suspeita de policiais militares, Alckmin preferiu não comentar, segundo ele, para não prejudicar as investigações. "Há necessidade de esclarecer a relação entre elas (as mortes), a causa e a prisão dos envolvidos."


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.