Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Alckmin determina que empresas públicas divulguem salário de funcionários

Diferentemente da administração direta, não existe teto para estes funcionários que na prática podem receber mais que o governador

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S. Paulo

18 de agosto de 2015 | 14h09

Funcionários de empresas públicas do Estado de São Paulo terão de divulgar o salário de todos os seus funcionários nos próximos dias. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) assinou, nesta terça-feira, 18, decreto que obriga a inclusão da remuneração destes funcionários no portal da transparência.

Atualmente, só os salários de servidores da administração direta são divulgados. Com a mudança, também deverão divulgar seus rendimentos os funcionários das seguintes empresas: Sabesp, Metrô, CPTM, Dersa, Cetesb, Prodesp, CDHu, Cesp, Codasp, Cosesp, Companhia Docas de São Sebastião, Cpos, Desenvolve SP, Emae, Emplasa, Imprensa Oficial, EMTU, Investe SP e IPT.

Diferentemente da administração direta, não existe um teto remuneratório para estes funcionários. Isto permite, na prática, que qualquer colaborador destas empresas receba salários maiores que o do governador. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.