Alckmin cobra esclarecimentos sobre apagão em São Paulo

Governador determinou que Secretaria Estadual de Energia e Procon convoquem Eletropaulo e Cteep

Gustavo Uribe, Agência Estado

08 de fevereiro de 2011 | 19h09

SÃO PAULO - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, determinou nesta terça-feira, 8, que a Secretaria Estadual de Energia e a Fundação Procon-SP convoquem "imediatamente" a AES Eletropaulo e a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP) para prestar esclarecimentos sobre o apagão que atingiu a capital paulista nesta tarde.

 

Veja também:

linkApagão afeta 2,5 milhões de pessoas em São Paulo

 

Após reunião no Palácio dos Bandeirantes, o governador reconheceu que, nos últimos dias, tem havido muitas quedas de energia em São Paulo e ressaltou que o governo estadual vai agir de maneira "firme" para evitar novos episódios. "Claro que em época de chuva tem realmente interrupções a mais, mas tem sido numa proporção muito maior do que em outros anos", criticou.

 

Alckmin disse ainda que comunicou o blecaute de hoje para a Agência Nacional Energia Elétrica(Aneel) e para a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado (Arcesp) para que ambas tomem as providências necessárias caso sejam constatados desvios na distribuição de energia no episódio de hoje. "As empresas estão sendo chamadas para prestar esclarecimentos, nós estamos agindo firme", afirmou. "Há multas, punição e um conjunto de medidas que podem ser tomadas."

 

O governador ressaltou que, por serem empresas concessionárias, tanto a AES Eletropaulo quanto a CTEEP devem cumprir os seus contratos, investir e ser fiscalizadas com rigor pelos órgãos públicos. Alckmin pregou ainda que os consumidores que se sentirem prejudicados pela falta de energia de hoje devem procurar o Procon "para que sejam compensados."

Tudo o que sabemos sobre:
apagão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.