Air France tenta vetar no STF aumento de indenização para família de vítima

A Air France recorreu ao Supremo Tribunal Federal para tentar reduzir o valor da indenização por danos morais que terá de pagar aos pais e avós da psicóloga Luciana Seba, uma das 228 vítimas do acidente com o Airbus A330 que fazia o voo 447 entre o Rio de Janeiro e Paris, em maio de 2009.

O Estado de S.Paulo

06 Março 2012 | 03h07

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio elevou a indenização ao julgar uma apelação. A indenização aos pais de Luciana passou de R$ 510 mil para R$ 600 mil e a indenização aos avós subiu de R$ 102 mil para R$ 200 mil. A pensão mensal à mãe de Luciana foi mantida em R$ 5 mil. A Air France pediu, liminarmente, que o STF suspenda os efeitos da condenação até que seja julgada a reclamação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.