Ainda sem alvará, Mostra Black abre hoje para convidados

A Mostra Black de decoração, prevista para começar hoje para convidados e abrir na terça-feira para o público, virou polêmica entre moradores do Alto de Pinheiros, na zona oeste da cidade. Vizinhos dizem que o espaço de 5 mil metros quadrados do evento é estritamente residencial.

O Estado de S.Paulo

20 de maio de 2012 | 03h08

Segundo a Subprefeitura de Pinheiros, o alvará para a mostra foi indeferido no dia 27, mas na sexta-feira a organização do evento entrou com pedido de reconsideração, que deve ser julgado amanhã.

A organização garante que vai em breve obter a licença de funcionamento e realizar a mostra no imóvel da Avenida Professor Fonseca Rodrigues. O órgão municipal ameaça com multa caso ele seja realizado sem alvará. Com entrada de R$ 100, o evento deve receber até 500 pessoas por dia.

Esse público é o que incomoda os moradores do Alto de Pinheiros, como noticiado anteontem pelo Estado. Eles temem que a movimentação de carros pela região atraia flanelinhas e aumente o trânsito nas ruas residenciais. Também se preocupam com a questão da segurança no bairro.

A direção da Mostra Black diz que as queixas dos moradores são infundadas. Segundo os organizadores, haverá dez carros executivos para buscar e levar visitantes, que deverão deixar seus carros em estacionamentos próximos ou no Shopping Villa-Lobos. / V.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.