Água volta somente nesta 2ª feira na zonas sul e oeste

Reparos avançaram pela madrugada devido à grande profundidade da adutora que se rompeu

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

07 Fevereiro 2010 | 23h55

Parte dos cerca de 750 mil moradores das regiões do Morumbi, Vila Sônia, Butantã, Raposo Tavares, Pirajuçara, na zonas sul e oeste de São Paulo, além de parte dos municípios de Embu e Taboão da Serra, região sudoeste da Grande São Paulo, corre o risco de ficar mais de 24 horas sem água.

 

Por volta das 5 horas deste domingo, 7, uma adutora de 1,5 metro de diâmetro, considerada de grande porte, se rompeu na esquina entre as avenidas Roque Petroni Júnior e Chucri Zaidan, em frente ao Shopping Morumbi. Uma hora depois, técnicos da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) fecharam o registro da rede para iniciar o conserto.

 

A previsão inicia era de que até o início da noite o conserto estaria encerrado, mas, por estar a oito metros de profundidade, o trecho danificado foi reparado somente por volta das 19 horas pela equipe de 20 homens que trabalham no local. Para que os funcionários da empresa de distribuição de água pudessem entrar no solo com segurança foi preciso colocar escoras metálicas para conter os taludes de terra.

 

Tudo é feito de forma lenta para evitar acidentes na enorme vala aberta no local. Os trabalhos devem entrar na madrugada, correndo o risco de serem encerrados somente no final da dela. Em razão da capacidade de vazão da rede danificada, não foi possível a Sabesp realizar um redirecionamento na distribuição de água. Somente após o encerramento do conserto, o registro será reaberto, dando reinício à distribuição.

 

As casas localizadas nas regiões mais baixas serão as primeiras a ter de volta água em suas torneiras, o que significa que as que estão nos locais mais altos poderão ficar com as torneiras secas até o final da manhã desta segunda-feira, 8.

Mais conteúdo sobre:
adutora Sabesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.