'Agora vou poder dizer o que eu penso'

Quando jovem, a italiana Costanza Pascolato, de 73 anos, começou a trabalhar em moda porque a consideravam naturalmente elegante. Dona de uma empresa de tecidos, virou referência em moda. Dá muitas entrevistas. O canal GNT está até fazendo um documentário sobre sua vida. Só que agora muda de lado. Há uma semana, estreou um site que leva seu nome, com tecnologia oferecida pela shop2gether, de e-commerce. Nesta SPFW vai registrar tudo em www.costanzapascolato.com.br . "Tudo, não. Só o que achar bom", diz ela.

Entrevista com

/ V.F, O Estado de S.Paulo

18 Março 2013 | 02h02

Por que a senhora resolveu ter um site?

Sou uma anta tecnológica, por isso não comecei antes. Como vou ter apoio nesse sentido, ficou fácil. A única coisa é que tive de comprar um iPhone para poder fotografar tudo que vejo na rua e acho interessante. Estou treinando muito.

O que a senhora vem fotografando?

Tudo que tem a ver com moda e comportamento. O meu foco, nos últimos meses, é o meu bairro. Outro dia estava no carro e vi uma vizinha saindo com três cachorrinhos. Aqui é moda andar com um trio de cachorros. Já vi tantos que pedi para o motorista parar o carro. Saltei do automóvel e saí correndo no meio da rua. E pedi para que ela posasse para a foto com os cachorros. Tenho fotografado tanto na rua que outro dia um ladrão que estava em uma bicicleta levou o meu aparelho. Ele foi tão competente que nem me derrubou (risos).

Como será o blog?

Não vá esperando um blog com looks para seguir. Eu não acredito nisso. Até porque não sou uma mocinha em quem as meninas queiram se espelhar. Também não vou falar de produtos, mas terei liberdade se quiser. E pela primeira vez terei liberdade de falar o que penso, sem censuras comerciais que os veículos de comunicação sofrem.

E o que vai mostrar da SPFW?

Ainda não sei. Mas só o que achar de fato muito interessante..

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.