Agentes de saúde já abordam usuários até no Itaim-Bibi

A coordenação do Programa Saúde das Ruas, que tem 27 equipes de abordagem, vem pesquisando novos pontos de concentração de dependentes químicos pela cidade. Segundo a Prefeitura, o novo panorama deve ser consolidado nos próximos meses. Até lá, as equipes se dividem entre as regiões consideradas prioritárias, como Sé, República e Santa Cecília, mas já avançam para bairros como Bela Vista, Mooca e Itaim-Bibi. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, outro reflexo da ação na cracolândia é a alta na procura por atendimentos na rede de CAPS./A.F.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.